Para quem é o desafio de se expor?

Ensaio sobre a exposição e a privacidade.

Há alguns dias tive uma reunião com uma profissional de design que está atuando em um dos projetos que faço parte.

Com a finalidade de desenvolver uma identidade visual autêntica, pediu o perfil de todos os integrantes do projeto.

E lá pelas tantas deu uma paulada no grupo. Para mim, foi daquelas que está latejando até agora.

Durante o encontro, ela proferiu a seguinte frase: “tive dificuldade em conhecer vocês pelas redes sociais. Vocês só postam textos de outras pessoas. Não dá para saber se é aquilo que realmente sentem e pensam.”

O que ela falou mexeu coisas aqui dentro. Eu adoro postar fotos minhas com legendas de textos, poemas e músicas de pessoas que admiro. Porém, fiquei muito atenta ao que ela disse.

Depois disso, minha cabeça fervilhou. Por que eu não me mostro mais? Já que posto fotos em situações de auto e alta exposição? Por que não me expresso mais? O que está por trás das frases perfeitas e controversas de Osho, Florbela Espanca, Nietzsche, Pablo Neruda e Rupi Kaur que amo tanto?

Além disto, o que existe dentro de mim que eu disfarço e atribuo a outras pessoas?

Estou com essas questões no prato. Hoje, estudar e praticar Shibari me ajuda nisso. Posso e passo a Investigar os limites da minha privacidade e do que quero expor. Dos limites das minhas luzes e das minhas sombras. E principalmente quais os limites eu posso ultrapassar.

Você tem passado dos limites? Eu sim. E está fazendo uma transformação na minha existência.

📷 @arteshibaribrasil

quemtemlimiteémunicipio #limite #libido #ultrapassandolimites #shibari #shibaritantrico #tantrashibari #semlimites #nolimite #osho #florbelaespanca #nietzsche #neruda #rupikaur

3 Comments

  1. Eu sempre fui a favor da pessoa ousar. Ela tem que se conhecer em todas as situações que a vida pode de uma para outra lhe colocar. Gostei. Não sei qual é essa técnica de ficar amarrada. Mas a massagem tântrica é fantástica, pois ela faz você chegar no seu limite sem se perder

Deixe uma resposta