A forma do Tantra versus a mecânica do inconsciente

a forma do Tantra

Aqui é um pensamento do #Tantra que faz toda a diferença no dia a dia. Ao mesmo tempo que é super simples, também é desafiador para a maior parte das pessoas. O pensamento do Tantra é com relação à forma: ela importa muito. O Tantra é a via original de auto conhecimento, a busca por compreender a si mesmo e a própria realidade. Claro que consideramos que essa via ocorre sempre através do #corpo (e da mente, que na real é uma abstração do corpo).

Para tanto existe uma #atitude interna para com seus aspectos de vida mais íntimos. O Tantra é uma experiência que acontece através de um método ou técnica, um “como”. Ou seja, como você tem olhado para si e para os fenômenos do teu corpo? Você tem passado pelo seu dia a dia com #atenção? Ou sente que passa mais de forma mecânica, como um robô humano?

Pode parecer um tanto abstrato, mas a viagem da vida você já está trilhando. Com mais ou menos #consciência dos aspectos ao redor. A ideia é se deixar viajar de forma tranquila, mas ao mesmo tempo presente. Pergunte-se sempre: “por que estou fazendo isso?” Não é à toa que são tantas as pessoas que entram na #crise da meia idade; porque entraram em processos automáticos e quando deram-se por si, não sabiam responder: “qual o sentido disso tudo que eu fiz?”

A opressão interna e a forma do Tantra de lidar com ela

Da mesma forma, o processo dentro do desenvolvimento pessoal que o Tantra promove se dá nos termos das relações sociais. A quem se vê por ora com o coração em #opressão, cabe também sair do jugo de si mesmo. Isso significa sair da patrulha alheia, mas além dela, a auto patrulha é um alvo para se deixar de lado. Começar a se perguntar: por que estou com tanta #tensão? Ou se não se sente com “tanta” tensão, buscar perceber quais pontos você coloca em conflito interno, opressão interna!

Adianta criar uma #máscara de “vida perfeita” e simplesmente viver como se não houvessem aspectos ruins da vida? O lidar do Tantra é viver tudo aquilo de bom e de ruim, porque o “ruim” ajuda a pessoa a crescer, se superar. Quando pensamos no sentido da vida, estamos caminhando sem pausa em direção à #morte. Então vale a reflexão: se você fosse morrer hoje, sua vida teria valido à pena? Você tratou bem a si e aos outros? Teve atenção #plena e não dividida na hora do “vamos ver”? Não importa onde você vai chegar, mas sim o “como” você vai chegar lá.

E o Tantra melhora muito o seu “como” porque a chave para o Tantra está na #consciência, não na escolha. É o que fará a diferença mais brutal e mais sutil. Por isso há uma certa necessidade para os que falam demais, #aprender a ouvir, e para os que ouvem demais, aprender a falar.

Originalmente publicado em https://attitudetantra.com em 17 de Maio de 2021

Yoga de Patañjali e as diferenças para o Tantra de Shiva

E aqui temos uma divergência entre a trilha do Tantra de Shiva com o Yoga de Patañjali. O Patañjali diz que você combate pensamentos na medida em que cultiva os seus #opostos. No Tantra de Shiva não é assim: só a raiva pode consumir a #raiva, e só a tristeza pode consumir a tristeza, assim por diante. Assim, quando você busca um pensar oposto aquele sentimento que quer “combater” você pode criar a #ilusão de que está lidando com ele. Ou seja, isso é a #repressão, ou melhor dizendo, a auto repressão que ocorre de forma bem refinada.

Por isso não se trata aqui de ser #niilista, de negar aquilo que ocorre dentro de você. Então vale a pena encarar o fato de que você veio ter uma experiência nesse existir finito. Se isso, então não aquilo, e portanto, basta parar de se esquivar de viver: use a fagulha que existe dentro de si para incendiar a sua #emoção.

Tantra de Shiva como catalisador do processo interno do Yoga de Patañjali

Normalmente quando aqui no blog ou no canal do #YouTube eu falo sobre os Sutras de #Shiva estou me referindo ao Vighyan Bhairav Tantra. Esse termo em sânscrito em tradução livre significa técnica ou método de ir além da consciência. Assim, dentro do contexto do hinduísmo, #tantra significa técnica ou método.

O Tantra a que me refiro é mais antigo que o processo que levou ao gerar do sistema de #Yoga de Patañjali, em seus sutras organizados pelo Patañjali. Os sutras de Shiva não possuem uma estrutura tão fechada como o Yoga, ou seja, são mais livres. Você pode escolher qualquer #sutra e contemplar. No caso do Yoga Sutra, existe uma ordem. Mas entender e praticar o Tantra dessa forma, acaba ajudando a praticar o Yoga de uma forma mais sensorial.

Esse conjunto de 112 técnicas ajudam a pessoa a perceber a própria realidade. Atualmente, no contexto do Ocidente, as técnicas do #Tantra antigo também aparecem dentro de um sistema terapêutico. A ideia do Tantra é trabalhar com a #consciência, então acaba sendo bastante eficiente para lidar com questões pessoais internas.

Originalmente publicado em https://attitudetantra.com em 14 de Maio de 2021

Cultura Ocidental e a Terapia Tântrica

Em terapia tântrica, de forma geral quem passou pela transformação do Tantra sabe que os #opostos são apenas jogos da mente. Mesmo que não seja bem parte da nossa cultura, ele existe na origem da existência humana. A nossa #literatura e música tem diversos elementos do Tantra. Assim, às vezes é mais fácil se desenvolver dentro do Tantra sem grandes pré tensões; a cultura ocidental não gera muito muito impulso para os hábitos como o de ler livros um pouco mais complexos, ou o de desenvolver seu jeito com as #artes.

São muitas opressões a que as pessoas estão acostumadas e o ocidente cresceu em sua tradição material. Assim, em algum ponto, a matéria encontra o espírito, inclusive, a matéria pode ser a manifestação da magia do #espírito (por que não?). A questão do velho debate da luta do bem contra o mal, algo que torna tudo mais difícil: a mente se torna um #labirinto de dualidades e é fácil se perder.

Ou seja, entrar no jogo da “verdade” pode se transformar em um labirinto sem saída. Além disso, não adianta tentar escapar para o alto da #montanha: as máscaras estão caindo, pouco a pouco, de todos aqueles que se cultuam como iluminados ou iluminadores. Diverso da vida do Oriente, cujo contexto espiritual ainda lampeja no incônscio das pessoas, o #Tantra ressurge no Ocidente de forma diferente. Quando vejo tutores da cabala do Oriente falar sobre a realidade ocidental, parece que estou diante de diversas caricaturas.

Liberdade, auto libertação e a cultura ocidental

Mas a realidade é que existem técnicas para o #autoconhecimento, é disso que trata o Tantra. Dito isso, existe um certo renegar (dentro da cultura ocidental) dos instintos mais primais que a vida humana oferece, e o selvagem acaba pode se tornar uma #força caso a pessoa queira, mas não dá para alcançar. O selvagem não existe há mais do que a memória cênica pode se fazer notar. Além disso, não existe #tática da selvageria, e se existisse, essa seria só mais uma outra forma de se perder de si mesmo.

Assim, nesse processo de passagem para a auto libertação e liberdade haverão 7 bilhões de #técnicas do aqui e agora, porque existem 7 bilhões de seres humanos. As crenças pouco importam diante da forma simples que as técnicas são ou se mostram. De qualquer forma, o ativar da Kundaliní (energia de base, de vida) pode ocorrer a todos. Assim, o impulso #primal é a abstração de conceitos moralistas, com carga de culpa e de pecado. E então, a partir daí, o céu é o limite.

Publicado originalmente em https://attitudetantra.com em 13 de Maio de 2021.

Mundo das artes e o jeito Tântrico de ver o mundo

Integrar seus opostos de forma a unir sua consciência e acolher a matéria tão rica e abundante. O espírito ilimitado, mesmo que não espiritual, se deleita com o mundo das artes. E diferente do universo das palavras convencionais, as artes tendem a ser mais unas, do que duais ou combativas. É bem possível que você já ouviu algo do tipo: “não foi o que disse, mas o jeito que você disse” que “pegou”.

youtu.be/-gQdY1QwpmU(abrir em uma nova aba)

O problema é que no entanto existe uma ilusão de que nós somos dotados de livre arbítrio. O cérebro na realidade decide o que faremos milésimos de segundos antes de a gente ter a ilusão de achar que aquilo está sendo escolhido de forma consciente. Assim, os hábitos diários são os que realmente importam quando se trata de decisões ou estilo de vida.

Quanto mais a consciência expandir, mais grau de manobra seu sistema terá para executar um processo de consciência expandida. É por isso que o mundo das artes é tão interessante e dialoga com o Tantra: lida com a forma de manifestar-se. O que se perde com o bem e mal é o que se ganha em termos de poder: a narrativa de costume usa o bem e o mal para conferir o #poder, seja a quem conta a história, seja aos personagens da história.

Do mundo das artes ao mundo do sucesso

Se tornar um #poeta e se tornar siso ao mesmo tempo é um desafio. A maior parte das pessoas está em busca de fazer seu mundo de artes particular um mundo de sucesso geral. Para tanto, o processo que o Tantra sugere é estar no aqui e agora. O sucesso é algo que se sucede dia a dia.

mundo das artes

Quanto a isso, o quanto antes as pessoas notarem que a forma com que elas já são é uma forma única e #natural, ou seja, saírem do estado de “luta”. A partir daí poder seguir adiante no caminho de desenvolver um propósito. Existem vários exemplos: 1) aprender línguas é melhor com 5 min por dia que 1h uma vez por semana; 2) sucesso profissional vai melhor com disciplina e constância do que com grandes arroubos de receita.

Até quando pensamos na própria raiz do termo “sucesso”; tem relação ao que se sucede. Isso remete à ideia de algo que acontece para que outra coisa aconteça. E assim sucessivamente. Como no pensamento do #Sámkhya, corrente naturalista, a “natureza não dá saltos”. O fazer fica diante do pensar, e se sobrepõe em sucessões de “construires”. Assim, fugir daquilo que se sente, somente posterga o mal maior da dualidade; o dual por si mesmo continua a se #alimentar e a crescer, até saturar. Abdicar do esforço, ser a água e fluir junto com a gravidade é a redenção das artes e maior dos sucessos. 

Jogos duais e a sacada do caminhar da trilha do Tantra

É aí que mora a “sacada” do Tantra para o ato de se tornar livre: parar de perder tempo com os tais jogos duais, porque não vale a pena. Se um profissional de #Tantra abraça o dual, significa que não deixou de lado sua ansia de poder, e o caminho rumo à libertação ainda não foi abraçado. E tudo bem também.

Faz parte do crescimento individual passar por etapas. É normal que os jogos da matéria divirtam por um tempo (às vezes mais de uma vida). Então o caminho do Tantra está em encontrar o poder da redenção e o #fluxo daquilo que é o mais fácil. Sem orgulho de quaisquer #lutas.

Dos jogos duais com a fluidez e viscosidade

A matéria te mostra o que é restrito. Então aprender a lidar com o restrito é algo em que se deve mergulhar, para então acessar a dimensão do abundante. Isso porque é a partir do #chão que alguém se apoia para se levantar e se alçar às alturas.

Dentro do padrão da maior parte das pessoas, a busca pela fluidez é comum. Nós nos deparamos com o #fluido, mas nos vemos presos no que é viscoso. No meio do Tantra observa-se com frequência a luta contra certos comportamentos. Por exemplo, os 7 pecados capitais muitas vezes sofrem represálias. Deles, o que envolve uma dos maiores combates é o do #sexo e sexualidade.

Ora, dentro do contexto de ascensão da #Kundaliní, o praticante vai acessar ímpetos de #luxúria. Não existe amor verdadeiro sem o crescimento sexual pleno. São processos e etapas, como o maturar de uma árvore. Primeiro ocorre tal processo, depois outro. Assim, o desenvolvimento pessoal passa pelos 7 #pecados capitais. Sem viver os “pecados”, é impossível viver o valor das virtudes.

Ter essa noção de que os processos ocorrem em #etapas e que está tudo bem acolher a sombra e a parte “pecaminosa” de si, vai transformar os momentos de virtude em estados de plenitude.

Resolva sua vida na internet e a visão dentro do Tantra

Afinal de contas, são tantos os slogans de soluções “resolva sua vida agora”. Tantos, que muitas vezes fico impressionado com o fato de a humanidade ainda não ter resolvido suas grandes questões. Mas parando para refletir, percebo que a vida tem mais paz para quem abstrai tanta info. Ou seja, tirar a mente da #confusão e gera uma serie de efeitos internos.

E tudo bem também se nos perdermos de vez em quando. Quer frase mais tântrica que essa de #Nietzsche em Assim Falou Zarathustra: “é preciso se perder para se encontrar; como se renovar sem primeiro se tornar cinzas?” Não é tão fácil abstrair-se de todo esse processo do digital.

O início do #pecado está na ignorância: é mais fácil o querer sem querer. Mas não é a toa que um dos símbolos principais de Shiva Nataráj está em seu pisar no anão da ignorância. E em muitos textos eu abordo a questão do dual. No entanto, o problema não está no que é dual em si. O problema é carregar essa realidade da narrativa dual para a vida. São tantas as #histórias de bem e mal que nos fazem perder o ar, que o dual se tornou uma versão de passa tempo.

O Tantra e o “resolva sua vida”

O Tantra busca a integração da mente com o corpo. Agora, dentro da dimensão do corpo e da matéria. Então, se pensarmos em questão de tempos: a ansiedade ocorre quando a mente está em um tempo que não o da realidade atual. Aqui vale observar que a internet, por ser uma plataforma de comunicação, atua com foco na dimensão de existência da mente. Dentro dessa dimensão, não existe passado e futuro, tudo é, tudo pode ser.

Assim, resolver a própria vida em um contexto tântrico significa viver o aqui e agora em todas as dimensões que ele oferece. Não é à toa que ganhou um estereótipo sexual no ocidente: o Tantra inclui inclusive o sexo no processo de integração. Isso se tornou surreal em termos de cultura repressora.

E existe uma linha tênue entre não deixar que a situação da mente transforme seus #desejos em ansiedades. Para isso o Tantra oferece técnicas de práticas diárias. Contudo o tempo passa de forma diferente na dimensão da mente. No caso, sempre que me deparo com alguma grande solução, busco perceber em mim mesmo qual é o desejo ativo naquele momento. E assim, ao praticar as técnicas do Tantra, menos distantes do aqui e agora vamos nos tornando. Exercitar o ato de fazer um auto estudo é fundamental.

Publicado originalmente em https://attitudetantra.com em 10 de Maio de 2021.

Primeiro Post da Tantra4You especial para você!

Gostaríamos de dizer a todos que sejam bem vindos ao primeiro post do Blog da Tantra4You! A partir de agora postaremos textos informativos super – tântricos – quânticos – xamânicos para tirar todas as suas dúvidas, tanto as que você já sabe que tem como as que você ainda não sabe que tem 🙂

Tantra e Vivências Tântricas

Porque o Tantra é tão importante no século XXI? Como o Tantra pode melhorar e complementar a minha vida em casal e melhorar nossa saúde trazendo cura e plenitude?

Para responder estas e outras dúvidas é que por meio de conhecimentos milenares e práticas em constante desenvolvimento, o  Tantra traz solução para as principais questões que afligem a humanidade nos dias de hoje e pode fornecer técnicas e formas necessárias para garantir que tais promessas sejam cumpridas.

Neste momento, aproveite nosso blog para, de agora em diante, conhecer mais sobre o Tantra e aplicar no dia a dia!

Aproveitando o primeiro post para falar sobre nossas vivências tântricas

Neste primeiro post, não vamos contar tudo, mas vamos começar a falar um pouquinho de um ponto principal para você ir se familiarizando.

Atualmente realizamos uma série de atividades envolvendo sexualidade e intimidade acessíveis para praticamente todos os públicos. E oferecemos uma oportunidade para explorar com profundidade a União Sagrada para que você possa aprender a ter relacionamentos cada vez mais satisfatórios e plenos.

Assim sendo, o objetivo da Tantra4You é viabilizar espaços seguros onde é possível aprender e crescer. De forma a celebrar a própria sexualidade de forma natural com descontração, brincadeiras, ternura, consciência, integridade e alegria.

Por fim, a vivência Tantra4You é para casais que queiram experimentar relacionamentos mais ricos, com intimidade profunda e conexão autêntica.

É um Workshop de final de semana cuidadosamente modelado. De modo que as explorações envolvam meditações, toques, e ações simples de forma a incentivar tudo o que estiver sendo realizado com consciência e compaixão. É um processo muito profundo de expansão do coração, de mente e do corpo.

Focusing on work on a Sunday morning

Interdum et malesuada fames ac ante ipsum primis in faucibus. Morbi tristique mauris nec arcu rutrum, vel egestas sapien fermentum. Vestibulum a dui in nunc sollicitudin imperdiet. Integer lacinia ac neque nec cursus. Phasellus semper a nibh vel malesuada. Maecenas ut libero ultrices lacus sodales porttitor. Suspendisse a quam in risus molestie iaculis non nec nisi. Aliquam pretium libero vitae lectus imperdiet maximus. Fusce convallis tortor nec mattis dapibus. Aliquam finibus magna eu purus lacinia gravida. Nullam eu sem consequat, molestie est at, tincidunt nulla Maecenas vel nibh vitae massa tempus congue
Nulla ultricies quis justo non fringilla. Mauris pellentesque sodales risus a tincidunt. Etiam neque ligula, malesuada non neque vulputate, ullamcorper maximus dui. Donec viverra arcu nec eros aliquet vestibulum. Sed odio neque, vestibulum vitae lorem mattis, lobortis sollicitudin elit. Pellentesque tempor ex nec viverra elementum. Fusce aliquet, lectus in venenatis sollicitudin, risus erat venenatis ante, sed blandit tortor sapien ac ipsum. Morbi non leo luctus mi pharetra egestas. Ut non lacus neque. Donec ac cursus massa. Praesent eget neque elementum, finibus arcu interdum, condimentum felis. Phasellus a consectetur mi, vitae vestibulum enim. In vitae arcu ante. Nunc non aliquam mauris. Aenean commodo viverra ex sed rhoncus. In hac habitasse platea dictumst. Aenean in efficitur urna, a iaculis elit. Nullam auctor in orci non suscipit. Sed efficitur aliquam ipsum in suscipit.

Taking time to make colorful art

Interdum et malesuada fames ac ante ipsum primis in faucibus. Morbi tristique mauris nec arcu rutrum, vel egestas sapien fermentum. Vestibulum a dui in nunc sollicitudin imperdiet. Integer lacinia ac neque nec cursus. Phasellus semper a nibh vel malesuada. Maecenas ut libero ultrices lacus sodales porttitor. Suspendisse a quam in risus molestie iaculis non nec nisi. Aliquam pretium libero vitae lectus imperdiet maximus. Fusce convallis tortor nec mattis dapibus. Aliquam finibus magna eu purus lacinia gravida. Nullam eu sem consequat, molestie est at, tincidunt nulla Maecenas vel nibh vitae massa tempus congue
Nulla ultricies quis justo non fringilla. Mauris pellentesque sodales risus a tincidunt. Etiam neque ligula, malesuada non neque vulputate, ullamcorper maximus dui. Donec viverra arcu nec eros aliquet vestibulum. Sed odio neque, vestibulum vitae lorem mattis, lobortis sollicitudin elit. Pellentesque tempor ex nec viverra elementum. Fusce aliquet, lectus in venenatis sollicitudin, risus erat venenatis ante, sed blandit tortor sapien ac ipsum. Morbi non leo luctus mi pharetra egestas. Ut non lacus neque. Donec ac cursus massa. Praesent eget neque elementum, finibus arcu interdum, condimentum felis. Phasellus a consectetur mi, vitae vestibulum enim. In vitae arcu ante. Nunc non aliquam mauris. Aenean commodo viverra ex sed rhoncus. In hac habitasse platea dictumst. Aenean in efficitur urna, a iaculis elit. Nullam auctor in orci non suscipit. Sed efficitur aliquam ipsum in suscipit.